image


Migração Ilegal

Operação Ganges da PF desarticula organização criminosa de tráfico internacional de pessoas em Manaus

A Polícia Federal cumpre 14 mandados de busca e apreensão em mais três estados nesta quinta-feira
image Crédito: Divulgação - PF
Fonte: Portal Norte de Notícias - Há 2 semanas

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 2, a Operação Ganges, com o objetivo de desarticular organização criminosa que teria movimentado R$ 50 milhões nos últimos três anos com o tráfico internacional de pessoas e a migração ilegal.

Compartilhe esta notícia no seu Whatsapp

Compartilhe esta notícia no seu Telegram

A operação acontece em mais três estados, sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão,  quatro em Boa Vista/RR, um em Tabatinga/AM, dois em Manaus/AM, dois no em Rio Branco/AC, três em São Paulo/SP e um em São José do Rio preto/SP.

______________________________

RELACIONADAS

+ Polícia Federal realiza operação para combater exploração comercial ilegal de Pau-Brasil

Polícia Federal realiza operação para combater desvio de verbas públicas federais para enfrentamento da pandemia da Covid-19

+ Polícia Federal realiza operações simultâneas contra fraudes no RJ

__________________________________

A investigação demonstrou que a organização criminosa cobrava até 20 mil dólares para trazer estrangeiros do oriente médio até ao Brasil, retendo seus documentos pessoais e mantendo-os em cárcere privado no Brasil, em razão do não pagamento de taxas extras durante a viagem. As vítimas eram coagidas a prestar falsa notícia de perda da documentação perante a Polícia Civil de Roraima. Assim como, estariam sendo privados de alimentos e de contato com o mundo exterior.

Destaca-se que a organização criminosa em questão teria caráter transnacional com atuação, ao menos, em Bangladesh, Suriname, Guiana e Brasil.

A investigação foi iniciada com a prisão em flagrante de um cidadão Bengalês, frente aos indícios de sua participação em organização criminosa, cuja atividade seria voltada à promoção de migração ilegal de bengaleses e outros indivíduos do oriente médio em território nacional.

O nome remete ao rio GANGES no oriente médio, no local onde a Orcrim atua: Índia, Bangladesch, Paquistão, Afeganistão, dentre outros

_________________________________________

ACESSE TAMBÉM MAIS LIDAS

 

image

 
 

image

 
 

image

 
 

image

 
 

image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags