image


Punição!

Jogador do Corinthians é preso por injúria racial; time paga fiança

A confusão começou aos 30 minutos do segundo tempo da partida entre o timão e o Inter
image Crédito: Silvio Avila/Getty Images-Edenilson, do Inter, diz ter sofrido injúria racial de Rafael Ramos, do Corinthians
Fonte: Portal Norte de Notícias - Há 2 semanas

O lateral direito do Corinthians, Rafael Ramos, de 27 anos, foi preso em flagrante, neste sábado, 14, depois de ser acusado de praticar racismo contra Edenilson, do Internacional.

A confusão começou aos 30 minutos do segundo tempo da partida entre os times, no Beira-Rio, pelo Brasileirão.

Edenilson e Rafael Ramos se desentenderam depois de uma jogada pelo lado direito do ataque do Inter. Em seguida, o jogador colorado se dirigiu ao árbitro Bráulio da Silva Machado.

Envie esta notícia no seu Whatsapp

Envie esta notícia no seu Telegram

Rafael Ramos foi autuado e foi detido no posto policial do estádio Beira-Rio, palco do jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Ele foi liberado após o Corinthians realizar o pagamento de R$ 10 mil de fiança, Rafael responderá em liberdade.

O volante Edenilson, do Internacional relatou ao árbitro Bráulio da Silva Machado que foi chamado de macaco no segundo tempo.

Rafael Ramos negou e disse que falou "foda-se, caralho" em uma disputa de bola com o adversário.

____________________________________

RELACIONADAS

Conmebol aumenta multa por discriminação após casos de racismo

+ Presidente da CBF vai pedir ‘punição’ a clube que tiver torcedor envolvido em atos de racismo na Liberta e Sul-Americana

Atos de violência e racismo na Copa Libertadores da América serão combatidos pelo governo chileno

____________________________________

Veja nota oficial do Inter:

"Mais uma vez, um lamentável caso de racismo é registrado no futebol nacional. Desta vez, em nossa casa, contra um jogador do Internacional. Na partida deste sábado (14/05), pelo Campeonato Brasileiro, Edenilson relata ter sofrido injúria racial por parte de Rafael Ramos, atleta do Corinthians.

É inadmissível que ainda ocorram fatos desse tipo em 2022, não há espaço para o racismo em nossa sociedade. O Clube do Povo reitera que repudia todo e qualquer ato de preconceito e apoia o seu atleta".

Confira nota oficial do Corinthians "O Corinthians reafirma que, coerente com seus 111 anos de história, repudia e não compactua com o racismo. O atleta Rafael Ramos foi ouvido pelo clube e deu versão diferente do incidente no Beira-Rio, durante a partida contra o Internacional pelo Brasileirão 2022. Logo depois, seguro de que não proferiu injúria racial, fez questão de se explicar a Edenilson, no vestiário do Internacional.

Em decorrência da denúncia feita pelo atleta colorado, a lei obriga que se trate o caso como flagrante, seguido de detenção. O pagamento de fiança não implica admissão de culpa, permitindo ao atleta que se defenda em liberdade no inquérito.

Clube e atleta continuarão a colaborar com as autoridades, certos de que tudo será esclarecido o mais rapidamente possível."

 

________________________________________

ACESSE TAMBÉM MAIS LIDAS

  image image
 
image
 
 
image
 
image

 

Tags