image


Canarinho

Ex-zagueira e capitã Aline Pellegrino assume coordenação de seleções femininas na CBF

O primeiro compromisso da seleção feminina em 2022 será o Torneio Internacional da França
image Crédito: Thais Magalhães - CBF
Fonte: Portal Norte de Notícias - Há 1 semanas

Foi comunicado nesta quinta-feira, 13, pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que a ex-zaqueira e capitã Aline Pellegrino substituirá Duda Luizelli na coordenação de seleções brasileiras femininas. A atleta conciliará a função com a de coordenadora de competições femininas, que exerce há um ano e meio.  

Envie esta notícia no seu Whatsapp

Envie esta notícia no seu Telegram

A decisão pela saída de Duda (que entrou na entidade junto de Aline) foi tomada na quarta-feira, 12, de forma conjunta, pelo presidente em exercício Ednaldo Rodrigues e pelo vice Gustavo Feijó. No comunicado, a Confederação agradece à ex-dirigente “pela dedicação com que desempenhou a função e deseja sucesso em seus próximos desafios”.

A agora ex-coordenadora de seleções femininas se manifestou em publicação no Instagram, onde elencou ações realizadas ao longo de um ano e meio no cargo.

_________________________________

RELACIONADAS

+ Mercado da Bola: Flusão fecha com Germán Cano e Flamengo segue impasse com meia Arrascaeta

Whindersson Nunes e Popó fazem luta mais falada do Brasil no início de 2022

Atlético Mineiro terá o argentino Antonio Mohamed como treinador em 2022

_______________________________

“Mudamos a maneira de pensar a formação de jogadoras e, principalmente, profissionalizamos a organização das seleções. Não apenas as profissionais, mas desde as categorias de base, porque é assim que sempre acreditei que o futebol feminino poderia finalmente vingar. Acompanhei de perto a explosão de campeonatos nacionais e equipes cada vez mais fortalecidas. Pude organizar boa parte de um ciclo olímpico conturbado, em meio a uma pandemia. Vi florescerem, com um método jamais visto antes, muitos novos talentos para representarem o Brasil nos próximos anos. O nosso sonhado ouro não veio, mas ficou a certeza de que, com as mulheres como protagonistas, o futebol feminino brasileiro tem um caminho aberto brilhante para o futuro”, escreveu Duda.

O primeiro compromisso da seleção feminina em 2022 será o Torneio Internacional da França, entre 16 e 22 de fevereiro, na cidade de Caen. Além das anfitriãs, as brasileiras terão Holanda e Finlândia como rivais. O principal desafio do ano será a Copa América, de 8 a 30 de julho, na Colômbia. A competição é classificatória para a Copa do Mundo do ano que vem, que será realizada na Austrália e na Nova Zelândia.

 

___________________________________________     ACESSE TAMBÉM MAIS LIDAS

 

image

 

image

 

image

 

image

 

image

 

 

 

 

 

 

Tags