image


Óleo Diesel Marítimo

Reajuste de combustível anunciado pela Petrobras afeta custos das transportadoras fluviais do Amazonas

O aumento foi anunciado no último final de semana pelo Petrobras
image Crédito: Divulagação
Fonte: Portal Norte de Notícias - Há 2 semanas

Após a Petrobras decretar na última sexta-feira, 17, o aumento no preço dos combustíveis de 14,26%, equivalente a R$ 0,63 por litro, os custos dos transportes de alimentos e produtos no interior do Amazonas afetaram o bolso da população ribeirinha.  

Envie esta notícia no seu Whatsapp

Envie esta notícia no seu Telegram

Com o novo reajuste, o Óleo Diesel Marítimo (ODM) passou de R$ 6,15 / litro na tarde de sexta-feira, 17, para R$ 7 na manhã desta segunda-feira, 20.

O ODM é utilizado pelas embarcações e balsas que abastecem o interior do Estado. 

Os dados foram divulgados pelo  Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial do Amazonas (Sindarma)

Ainda segundo o sindicato, o ODM representa 40% da planilha de custos do valor do frete.

Imagem: divulgação 

 Conforme o vice-presidente do Sindarma, Madson Nóbrega, o aumento foi de quase R$ 1 em 48 horas. 

“Essa alta compromete as operações e o abastecimento para o interior de produtos essenciais como alimentos e combustíveis, e afeta toda a cadeia logística até chegar ao consumidor final”, afirmou.

Verão e ameças 

Nóbrega disse ainda, que o impacto dos constantes aumentos no preço do ODM, será maior no bolso das empresas e da população com a chegada do verão amazônico.

Isso porque por determinação da Capitânia dos Portos, no verão, as transportadoras só podem navegar durante o dia para evitar acidentes em bancos de areia. 

Desta forma, uma viagem entre Manaus e Porto Velho (RO), por exemplo, que é feita, em média, em cinco dias, passa a durar até duas semanas.

Outro problema apontado por Nobrega que encarecem o valor dos fretes para o interior, são as constantes presenças de piratas do rio e de garimpeiros irregulares em várias bacias fluviais do Estado. 

Ele explica, que essas ações ameaçam as atividades das transportadoras, que aumenta os gastos com escoltas e sistemas de segurança para garantir a integridade da tripulação e dos produtos.

O reajuste  

Na última sexta-feira, 17, a Petrobras anunciou novos reajustes nos preços da gasolina e do diesel. 

A estatal justificou a medida  pela alta defasagem em relação aos preços internacionais e o consequente risco de desabastecimento devido à queda nas importações.

A gasolina subiu para 5,18%, ou R$ 0,15 por litro, enquanto o diesel teve um acréscimo no preço de 14,26%, equivalente a R$ 0,63 por litro.

O conselho de administração da estatal decidiu pelo aumento em reunião na quinta-feira,16, o que foi marcado por divergências entre os conselheiros.

________________________________________

 

ACESSE TAMBÉM MAIS LIDAS

 

image

 

image

 

image

 

image

 

 

 

 

 

 

Tags