image


Alta

IBGE aponta crescimento 1,8% nas vendas do comércio do AM, em novembro de 2021

Na comparação com novembro de 2020, o volume de vendas do comércio foi 4,7% menor
image Crédito: Divulgação/Mário Oliveira/Semcom- Pessoas realizando compras no Centro de Manaus
Fonte: Portal Norte de Notícias - Há 3 semanas

As vendas do comércio amazonense crescem 1,8%, em novembro 2021 na comparação com o mês anterior, registrando a segunda taxa positiva consecutiva.

É o que aponta os dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada na última sexta-feira, 14, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE).

Novembro é o mês em que ocorre a Black Friday, e na comparação com novembro de 2020, o volume de vendas do comércio foi 4,7% menor.

Envie esta notícia pelo Whatsapp

Envie esta notícia pelo Telegram

Dados

E devido a diversas variações negativas durante o ano de 2021, no acumulado do ano, a taxa está negativa (-1,2%), assim como no acumulado dos últimos 12 meses, período entre novembro de 2020 e novembro de 2021 (-0,2%), no Estado.

Em novembro, a receita nominal de vendas do comércio varejista amazonense cresceu 1,5%, frente a outubro.

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a receita alcançou crescimento de 5,6%

No acumulado do ano de 2021, o setor apresentou 11,4% de alta, em relação ao mesmo período do ano anterior.

Já no acumulado dos últimos doze meses, o indicador alcançou 12,0% de avanço.

______________________________

RELACIONADAS

IBGE aponta alta no volume de serviços de 2,2%, em novembro de 2021, no AM

No AM, custo da construção sobe 14,84% em 2021, diz IBGE

No AM, volume de serviços cai 2,2%, em outubro, diz IBGE

___________________________________

Comparação entre os estados

O crescimento no volume de vendas do comércio ampliado do Amazonas em novembro (1,9%) foi o segundo maior entre Estados e DF.

Os piores desempenhos foram os da Paraíba (-6,8%), Tocantins (-6,1%) e Alagoas (-5,1%).

E os melhores desempenhos foram os do Rio de Janeiro (2%), Amazonas (1,9%) e Rondônia (1,7%).

A alta, em novembro (2,3%), na receita nominal de vendas do varejo ampliado do Amazonas, foi a segunda maior entre Estados e DF.

Os piores desempenhos foram os do Tocantins (-5,2%), Paraíba (4,3%) e Alagoas (-3,8%); e os melhores desempenhos, os do Rio de Janeiro (3%), Amazonas (2,3%) e Paraná (1,9%).

____________________________

ACESSE TAMBÉM MAIS LIDAS

 

image
 
 
image
 
 
image
 
 
image
 
 
image

 

 

Tags