image


Cheia

Careiro da Várzea, no AM, vai gastar R$ 1,8 milhão com passarelas de madeira por conta da cheia do Rio Solimões

Prefeitura da cidade não respondeu a questionamentos sobre qual a extensão das passarelas, locais a serem instaladas e tipo de madeira utilizada
image Crédito: Divulgação/Defesa Civil do Careiro da Várzea- Agricultores na região de alagação do município
Fonte: Ana Kelly Franco - Há 2 dias

A prefeitura de Careiro da Várzea, a 25 Km de Manaus, irá gastar R$ 1,8 milhão com a construção de passarelas de madeira no município. A ação ocorre por conta da cheia do Rio Solimões.

O despacho de homologação foi assinado no dia 22 de abril, e publicado no Diário Oficial dos Municípios (DOM), na edição desta quinta-feira, 5.

No mesmo dia assinatura da homologação, a prefeitura decretou situação de emergência por 120 dias.

Envie esta notícia no seu Whatsapp

Envie esta notícia no seu Telegram

O Portal Norte entrou em contato com a prefeitura através do Secretário Municipal de Obras e Urbanismo, Antonio Gilson Fonseca de Farias, porém até a publicação desta reportagem, não houve retorno sobre a quantidade e tipo de madeira e a extensão de passarelas a serem construídas no município.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população estimada em 2021, para o município, é de 31.459 pessoas. O município possui de 5,3% de esgotamento sanitário adequado.

__________________________________

RELACIONADAS

+ Cidade de Juruá, no AM, decreta estado de emergência por conta da cheia do Rio Juruá

Careiro da Várzea, no AM, decreta situação de emergência por conta da cheia do Rio Solimões

Boca do Acre, no AM, decreta estado de emergência por conta da cheia dos rios Purus e Acre

Eirunepé, no AM, decreta estado de emergência por conta da cheia do Rio Juruá

+Bacias dos rios Juruá e Madeira apresentam status de 'alerta' por conta do volume de chuvas, diz Cemoa

__________________________________

Licitação

A empresa vencedora da licitação é R2S Designer e Construções Eirelli-EPP, Inscrita no CNPJ n°26.747.597/0001-26. Tem sede na capital amazonense e possui o capital abaixo do valor da licitação, R$600 mil.

É a segunda licitação que empresa ganha neste ano, em março, foi contratada no valor R$ 56.964,04 para adequação das instalações do anexo da Escola Municipal Balbina Mestrinho do Município. 

 

_________________________________________

ACESSE TAMBÉM MAIS LIDAS

 

image
 
 
image
 
 
image
 
 
image
 
 
image

 

Tags