image


Enchente

Careiro da Várzea, no AM, decreta situação de emergência por conta da cheia do Rio Solimões

O rio já ultrapassou a cota máxima de transbordamento de 15,10 metros
image Crédito: Defesa Civil do Careiro da Várzea
Fonte: Ana Kelly Franco - Há 1 semanas

A prefeitura de Careiro da Várzea, a 25 Km de Manaus, decretou situação de emergência por 120 dias em função da cheia do Rio Solimões.

O decreto de nº 037/2022 foi assinado no dia 22 de abril, pelo prefeito Pedro Duarte Guedes, e publicado no Diário Oficial dos Municípios (DOM) na edição de segunda-feira, 25.

- Envie esta notícia no seu Whatsapp

- Envie esta notícia no seu Telegram

Além de Careiro da Várzea, os municípios de Juruá, Boca do Acre, Guajará, Ipixuna, Envira, Manacapuru e Eirunepé já decretaram situação de emergência por conta da subida dos rios no interior do Estado.

De acordo com dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais do dia 19 de abril, o município estava com risco hidrológico alto, com possibilidade de ocorrência de inundação gradual do rio Paraná do Careiro e do rio Amazonas.

No dia 19, a chuva no município foi de 95 milímetro em 12 horas, com a precipitação, o nível do rio Paraná do Careiro encontra-se em 15,94 metros, em elevação gradual, segundo a estação fluviométrica.

__________________________________

RELACIONADAS

+ Cidade de Juruá, no AM, decreta estado de emergência por conta da cheia do Rio Juruá

Itamarati, no AM, decreta estado de emergência por conta da cheia do Rio Juruá

Boca do Acre, no AM, decreta estado de emergência por conta da cheia dos rios Purus e Acre

Eirunepé, no AM, decreta estado de emergência por conta da cheia do Rio Juruá

+Bacias dos rios Juruá e Madeira apresentam status de 'alerta' por conta do volume de chuvas, diz Cemoa

__________________________________

O rio já ultrapassou a cota máxima de transbordamento de 15,10 metros.

A maior enchente registrada no município foi de 17,46 metros em junho de 2021.

Prejuízo

A subida dos rios já causa prejuízo na Zona Rural e nas lavouras do município.

"A crescente inundação está causando prejuízos na comunidade rural, onde a lavoura é atingida totalmente ocasionando desastres físico-financeiro às famílias dependentes da citada economia primária", diz um trecho do DOM.

A Defesa Civil do município ainda não tem os dados de quantas famílias já foram atingidas pela enchente.

____________________________________

ACESSE TAMBÉM MAIS LIDAS

 

image
 
 
image
 
 
image
 
 
image
 
 
image

 

Tags