image


Alagações

Eirunepé, no AM, decreta estado de emergência por conta da cheia do Rio Juruá

De acordo com a gestão municipal, mais de 12 mil pessoas já estão afetados
image Crédito: Divulgação/Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Eirunepé - Cheia no município
Fonte: Ana Kelly Franco - Há 3 semanas

Com mais de 12 mil afetados, a Prefeitura de Eirunepé, a 1.160 km de Manaus, decretou estado de emergência, por 90 dias, em função da cheia do Rio Juruá. 

O decreto de nº 341/2022 foi assinado pelo prefeito em exercício, Raimundo Sergiony D'ávila Tomaz, na quarta-feira, 16, e publicado no Diário Oficial dos Municípios (DOM) na quinta,17.

Envie esta notícia no seu Whatsapp

Envie esta notícia no seu Telegram

Segundo a Prefeitura de Eirunepé, a cheia do Rio Juruá, que superou a marca de 16,71 metros na quarta-feira, 16, já afeta mais de 12 mil pessoas nas zonas urbana e rural do município. 

Ao todo, são 2.270 casas na zona urbana de Eirunepé que já estão debaixo d’água, o que afeta 6.947 pessoas.

Na zona rural a situação é semelhante, com 1.474 casas alagadas e 5.306 pessoas afetadas pela cheia do rio. 

“Estamos realizando uma força tarefa para atender as demandas das famílias afetadas. Foi feito um levantamento (cadastro) das famílias, tanto da zona urbana quanto da rural, e ainda daquelas que correm o risco de serem afetadas pela cheia do rio, havendo a possibilidade de serem alocadas para propriedades destinadas pela prefeitura, como escolas e ginásios”, explicou o prefeito de Eirunepé, Raylan Barroso.

Imagem: Divulgação/Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Eirunepé - Cheia do Rio Juruá atinge famílias no município

__________________________________

RELACIONADAS

Amazonas pretende gastar R$ 100 milhões para minimizar os impactos causados pela cheia em 2022

Rio Negro marca 25,19 metros nesta quarta-feira, em Manaus

Chuva causa transtorno e alaga ruas no Centro de Manaus; veja o vídeo

__________________________________

De acordo com o decreto, a calha do Juruá se encontra em estado de alerta desde o dia 24 de fevereiro, conforme a Defesa Civil do Amazonas, por meio do Centro de Monitoramento e Alerta (Cemoa).

“As equipes de saúde, obras, ação social e outras estão in loco orientando, ajudando e buscando soluções para com as famílias afetadas”, disse o prefeito.

Desde o dia 11 de fevereiro, o município de Eirunepé vem sofrendo um aumento gradativo do Rio Juruá, nos perímetros urbano e rural, provocando inundação.

Na zona urbana, a cheia do rio já atinge parte das casas localizadas nos bairros Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Santo Antônio, São José e Aparecida.

Na área rural, a cheia avança no Alto Juruá, Baixo Juruá, Rio Gregório, Rio Eiru e Rio Tarauacá.

Segundo o parecer da Coordenação da Defesa Civil e Ações Voluntárias Municipais nº 001/2022, o nível do Rio Juruá tem a previsão de atingir até 17,30 metros. 

Veja as fotos da cheia do Rio Juruá em Eirunepé:

Divulgação/Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Eirunepé - Cheia no município

 

Divulgação/Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Eirunepé - Cheia no município